“Micromomentos: momentos espontâneos de tomada de decisão que ditam resultados ao longo de toda a jornada de consumo.” Google

Para entender essa frase, vamos começar pela interação que o usuário tem com o seu celular nos dias de hoje. Simplificando o dia a dia e otimizando nosso tempo, podemos dizer que o aparelho tornou-se quase indispensável.

Aquela história de precisar esperar a meia-noite para entrar na internet é, hoje, um passado tão distante que parece fábula pra muitos adolescentes. Hoje em dia, não entramos mais na internet, mas sim, vivemos a internet. E isso acabou modificando completamente o nosso comportamento, inclusive o de compra.

Existem alguns pequenos momentos em que nos relacionamos com o celular, que acabam passando batido: quando mandamos um e-mail, checamos o whatsapp, conferimos a hora ou a bateria do celular. Mas, além disso, existem aqueles momentos corriqueiros:

  • Eu quero saber
  • Eu quero ir
  • Eu quero fazer
  • Eu quero comprar

Para entender melhor, assista a um vídeo do próprio Google sobre os micromomentos:

O que isso quer dizer?

Na necessidade de aprender a dar um nó na gravata, trocar a resistência de um chuveiro, como chegar a tal lugar, saber onde comprar o convite do show ou o secador que quebrou, é quando usamos o celular para procurar a solução para essas situações.

“São momentos ricos em intenção, onde decisões são feitas e as preferências são formadas.” Fonte: Think With Google

Vamos a alguns dados:

Após ler esse textão recheado de informações, responda: sua marca está pronta para suprir as demandas do cliente nesses micromomentos? Para isso estamos aqui! 😉